Divisionismos induzidos

Desde tempos remotos e ainda hoje, os que se apoderam do poder defendendo interesses minoritários necessitam cooptar seguidores de outros espaços para assegurar sustentabilidade. Conseguem-no manipulando a opinião pública, colonizando mentes, comprando vontades, reprimindo. Sua prédica aponta para semear ódios, temores, atrair quem possa para fazê-los ardorosos defensores de interesses que lhes são alheios. Instalam fundamentalismos que obscurecem o evidente e dão marcha a uma sorte de luminares vingativos.

Ao mesmo tempo, necessitam suscitar enfrentamentos no interior do campo opositor reforçando contradições, mesquinharias e perversões. Financiam campanhas de enganos e falsidades para provocar ressentimentos e maledicências que levem a induzidos divisionismos. “Dividir para reinar”.

Diante disto, não existe mágicas proteções. Haverá que trabalhar, esforçadamente, para crescer em determinação e esclarecimento, reforçar organizações sociais, encarar os induzidos divisionismos e responder com sólidas coalisões políticas. Haverá que adotar procedimentos inclusivos, perceber com realismo a diversidade de situações a enfrentar. Compreender as consequências de diferentes políticas públicas. O propósito, que seja guia. Um promissor com as singularidades de cada caso, é desmontar a desaforada concentração da riqueza e o poder de decisão para estabelecer projetos de país orientados ao cuidado de todos e do meio ambiente.

Cordiais saudações.

Os Editores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *