Reflexões

Sobre a intoxicação informativa

A intoxicação informativa é um mecanismo de comunicação típico de grupos de ultra-direita e gente próxima dos serviços de inteligência. Com uma superabundância de dados pouco verificáveis, buscam criar no receptor uma forte dúvida acerca do que é real e o que não é. Elaborando teorias, a partir de uma mescla de fatos históricos reais, com fatos fantásticos. Citando autores imaginários, ou autores reais, mas às vezes sutilmente fora de contexto. Por isso, resulta difícil segui-los no raciocínio e refutá-los. Porque, nessa verborrágica mescla de fatos e citações saltam de dados científicos reais a frases de uso vulgar, como: “um amigo médico me disse”, “eu sei porque eu estudei”, “todos sabemos que isso não é certo”, etc. A primeira vítima é o sentido comum.

Aldo Duzdevich

___________________________________________________________________

Sobre a selfie autorreferencial

Em uma era pré-digital da fotografia, a mensagem era “Isto é o que eu estou vendo, o que vi”. Enquanto que hoje, a mensagem é “Estive aí. Vim, vi e fiz uma selfie”.

Jia Jia Fei, Diretora de Marketing Digital do Museu Guggenheim de Nova Iorque

______________________________________________________________________

Sobre pandemias mortais

As pandemias mortais deste planeta são a fome, as guerras, a emigração massiva. Percebe-se que estes males endêmicos não provocam tanto alarme, tanto medo, tanto pânico?

José Luis Lanao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *