Reflexões

Sobre um elitismo cruel com os excluídos

O mundo atual é cada dia mais elitista e cruel com os excluídos. Esta é uma verdade que provoca dor. Os países em vias de desenvolvimento são cada dia despojados de seus melhores recursos naturais e humanos em benefício de poucos mercados privilegiados. As guerras tocam só a poucas regiões do mundo. Mas as armas para fazê-las são produzidas e vendidas por outras regiões que não querem se ocupar dos refugiados provocados por tais conflitos.

Francisco

_____________________________________________________________________________

Sobre a condenação histérica de um “Estado interventor”

A condenação histérica de um “Estado interventor” que restringe as “liberdades individuais” se funda, ademais, em um argumento falaz: o Estado sempre intervém; às vezes, para proteger os mais vulneráveis diante das assimetrias do mercado; outras, para proteger o mercado diante da “insolência” dos mais desfavorecidos.

Fernando D’Addario

_____________________________________________________________________________

Sobre a resiliência na crise

A resiliência significa muito mais que se recuperar. Significa não fazer o que se fez antes. Portanto, a capacidade de recuperação exige novas políticas econômicas. No prazo imediato, não pagar a dívida. A possibilidade de fazê-lo se vê agora reforçada pelo fato de que muitos países se encontrarão em uma situação similar, incluídos os países avançados. Penso na Itália. Este é um marco de necessidade que justifica decisões firmes e oportunas.

Pierre Salama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *