Reflexões

Sobre a prática democrática como tecnologia da representação

A democracia se revelou incompatível com o capitalismo financeiro. Em seu sentido moderno, democracia pressupõe a livre formação da mente coletiva, da opinião pública. E, ao mesmo tempo, democracia pressupõe a potência eficaz da ação política. Essas condições foram canceladas.

O terreno midiático nas mãos do poder econômico manipula sistematicamente a linguagem, a imaginação, as esferas coletivas. Ademais, a vontade humana, a alma da ação política, se tornou inadaptada para manejar, elaborar, criticar, decidir. A complexidade e a velocidade da esfera conectiva escapam à potência da mente política, e a tornam impotente. A prática da democracia agora é só uma tecnologia da representação, nada mais.

Franco Berardi

_______________________________________________________________________

Sobre a tendência do poder à desmesura

Quando caem as barreiras institucionais e regulamentares que retêm os poderes dominantes, estes voltam a tomar impulso e exploram em profundidade as novas margens de manobra que lhes foram concedidos porque é parte da lógica do poder o ir até o final com o que pode (isto é, até que encontra um novo obstáculo que o obriga a se deter). Mas tais obstáculos já não existem ou são muito poucos. E não há que contar com a moderação espontânea dos poderes dominantes já que, ao não conhecer nenhuma regulação interna, o poder está decidido a conquistar tudo o que puder. O poder tende à desmesura, é por isso que a mesura sempre deve vir de fora.

Frédéric Lordon

_______________________________________________________________________

Sobre uma “solução final” dos conflitos

Os conflitos das sociedades são políticos e as instituições deverão manifestá-los e expressá-los em vez de reprimi-los. Não se trata de negá-los, mas fazer algo com eles, conferir-lhes uma forma política, inventar uma institucionalidade que os expresse. Não é possível, nem desejável, uma “solução final” dos conflitos.

Diego Tatián

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *