Grandes jogadores, submetidas maiorias

O mundo segue convulsionado, milhares de focos aredem e de tanto em tanto minguam; não se apagam por completo. Grandes jogadores se aferram ao timão global; são países centrais e enormes conglomerados econômicos que fixam o destino planetário qual imperadores não eleitos. A trajetória que impuseram privilegia a 10% da população mundical e castiga o resto. Esse “resto” são as imensas maiorias populacionais submetidas algumas com repressão direta ou dissuasão repressiva, e outras através da colonização de suas mentes para aproximá-las de seu vitimador. Há muito para se informar, escutar, debater, compreender, explorar, muito por mudar. Nesse turbulento contexto, será difícil reverter o predomínio de poucos sobre tantos sem levantar o esclarecimento e a organização social.

Nada simples entranham os maiores desafios. É preservar a Mãe Terra, a diversidade que enriquece, o respeito e o cuidado fraterno do outro, a escolha de novas trajetórias. Traz sentido e significado às vidas.

Cordiais saudações,

Os Editores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *