Novidades
  • O futuro das democracias

    Nestes tempos, as democracias atravessam uma etapa de transição cheia de riscos e de oportunidades. Nos Estados Unidos e nos países europeus, no Sudeste Asiático, na África e na América Latina, as democracias não foram capazes de se apartar da suicida trajetória para a mais abjeta concentração da riqueza e a destruição ambiental. Esta marcha das democracias não só é indigna mas insustentável. Como sempre que o “rio está revolto”, pescadores inescrupulosos se lançam para aproveitar em seu favor a situação, enquanto que grandes maiorias observam atordoadas o destino social e ambiental que se lhes sobrevêm.  Não é o momento ...

    Leia Mais »
  • Não mais fundamentalismo democrático

    Minorias privilegiadas querem nos fazer crer que só existe um tipo de democracia, o que serve a elas. Isto não é assim: existe uma diversidade de possíveis construções democráticas. Uma democracia que não tenha sido construída para favorecer o bem-estar geral e o cuidado com o meio ambiente não é sólida nem sustentável; cedo ou tarde gera fracassos e perigosas frustrações.

    Leia Mais »
  • Assalto ao bem comum

    Um dos efeitos mais perversos do golpe parlamentar, destituindo a Presidenta com razões juridicamente questionáveis pelos juristas mais conceituados de nosso país e também do exterior, foi impor um projeto econômico-social de ajustes e de modificações legais que significam um assalto ao já combalido bem comum.

    Leia Mais »
  • Iniciativas

    Inadmissivel   O patrimônio de apenas oito homens é igual ao da metade mais pobre do mundo. Sumario   Héroes Colectivos: Cantos de Barrio   Mama Look A Boo                Nat King Cole and Harry Belafonte

    Leia Mais »
  • Reflexões

    Sobre a autoexploração no neoliberalismo No regime neoliberal da autoexploração, se dirige a agressão para si mesmo. Esta autoagressividade não converte o explorado em revolucionário, mas em um depressivo. Byung-Chun Han   Sobre a medicina holística e a convencional A medicina holística e a convencional têm duas atitudes diferentes com relação ao poder: ativa e passiva. Os tratamentos químicos da medicina convencional não requerem a participação consciente da parte do paciente, mas uma técnica holística, como a visualização, é potencializada pelo paciente ativo e envolvido. Uma conexão energética ocorre, em outras palavras, entre a consciência do paciente e a capacidade ...

    Leia Mais »